Comissão de Transporte Coletivo ouve esclarecimentos do Executivo Municipal

Chefe de Gabinete do Prefeito, Celso Goulart, relatou as ações realizadas pela Prefeitura.

#PraCegoVer: a foto mostra os vereadores Robison Coelho (PSDB), Rubens Angioletti (PSB) e Murilo Pereira (PP) reunidos no Plenarinho com o chefe de Gabinete do Prefeito, Celso Goulart. Crédito: Felipe da Costa/CVI. #PraCegoVer: a foto mostra os vereadores Robison Coelho (PSDB), Rubens Angioletti (PSB) e Murilo Pereira (PP) reunidos no Plenarinho com o chefe de Gabinete do Prefeito, Celso Goulart. Crédito: Felipe da Costa/CVI.
A Comissão Parlamentar Especial (CPE) do Transporte Coletivo realizou na tarde desta segunda-feira (10) mais uma reunião. Desta vez, foi ouvido apenas o Chefe de Gabinete do Prefeito, Celso Goulart, que explicou as ações que a Prefeitura tem tomado para evitar a paralisação do Transporte Coletivo e os preparativos para a realização da nova licitação.
 
Goulart iniciou a explanação explicando que a paralisação ocorrida na sexta-feira (7) foi motivada pelo atraso de dois dias no pagamento do salário dos funcionários e que a Prefeitura intermediou para que os serviços voltassem a ser prestados. No mesmo dia, o Executivo declarou situação de emergência no Serviço de Transporte Público Coletivo Urbano de Passageiros.
 
O Chefe de Gabinete relatou ainda que a Prefeitura finalizou o estudo contábil e que na semana passada foi oferecido para a Empresa de Transporte Coletivo Itajaí um subsídio no valor de R$150 mil mensais para que o Sistema Municipal de Transporte Público Coletivo não pare de funcionar. Embora a Coletivo tenha até quarta-feira (12) para oficializar a resposta, Goulart adiantou que a empresa afirmou necessitar entre 450 a 500 mil. Caso aceite o subsídio, é necessária ainda a aprovação pela Câmara de Vereadores de Itajaí e Ministério Público. O subsídio será pago até a contratação de uma nova empresa para operar o serviço.
 
Questionado sobre o tempo que deverá demorar a nova licitação, Goulart afirmou que a Prefeitura está contratando uma empresa para realizar um estudo da mobilidade, que deve demorar até oito meses. Desta forma, é provável que a nova licitação ocorra apenas em 2018. Paralelo a isso, a Prefeitura está preparando um edital de contratação emergencial de uma empresa para operar no Município, caso a Coletivo Itajaí pare de oferecer o serviço.
 
A próxima reunião da Comissão Especial de Transporte Coletivo está marcada para segunda-feira (17), às 14h. A Comissão foi formada para propor um novo modelo de licitação para o Transporte Coletivo. São membros da Comissão os vereadores Edson Lapa (PR), Marcelo Werner (PCdoB), Murilo Pereira (PP), Robison Coelho (PSDB) e Rubens Angioletti (PSB). O prazo para a conclusão dos trabalhos e apresentação do relatório final é de 60 dias, com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período.
 
Imagens disponíveis na Galeria de Fotos.
Crédito: Felipe da Costa/CVI.
 
--
Câmara de Vereadores de Itajaí
Secretaria de Comunicação e Promoção Social
(47) 3344-7100
www.facebook.com/camaraitajai
www.twitter.com/camaraitajai
www.cvi.sc.gov.br
 


Outras fotos

Projetos e Proposituras

TV Câmara

Assistir ao vivo

Newsletter

Inscreva-se para receber novidades sobre a Câmara de Vereadores.