Itajaí

Uma cidade que se reinventa

 Foto: João Ricardo Sharf/CVI

Entre as diversas hipóteses de surgimento do nome do município, a origem indígena justifica a história de transformações e de sucessos de Itajaí. A rocha (ita), simboliza a solidez sobre a qual o povo fundamenta seu desenvolvimento, imutável e impassível frente às adversidades, símbolo da força para o seu crescimento. Ao mesmo tempo, o movimento das águas (jaí), representado pelos rios que a recortam, simbolizam o ato de se recriar, da constante busca por novos caminhos que fazem a cidade se reinventar a cada instante.
 
É de Itajaí o princípio da superação, do ressurgimento, da constante e histórica mudança de paradigmas, que fizeram a cidade atravessar o ciclo do extrativismo, da madeira e da pesca. Atualmente o município figura como um cosmopolita centro de comércio internacional.
 
Historiadores se dividem ao creditar a um ou outro personagem a responsabilidade pela fundação de Itajaí. Se de um lado Antônio Vasconcelos Drumond não dispôs de tempo suficiente para estabelecer um povoado às margens do Rio Itajaí-Açu, de outro, Agostinho Alves Ramos, a quem credita-se a fundação do município, liderou profundas transformações na sociedade de então, despertando nos colonizadores os primeiros sentimentos de uma sociedade comum.
 
E reza a história que este sentimento se consolidou com o tempo, até tornar-se maior do que a condição de distrito. Foi assim que os líderes da época instalaram em 15 de junho de 1860 a Administração Municipal de Itajaí. E, contrariando a ideia de que o distrito não possuía condições de subsistência, a cidade de Itajaí cresceu e se modernizou.
 
E o cidadão de Itajaí, aquele que aqui nasceu ou aquele que escolheu esta cidade para viver, escreveu ao longo dos anos a sua relação de orgulho e de amor por essa terra, sem abater-se pela adversidade. Superou o ciclo do cimento, o ciclo da madeira e da pesca, e fundamentou sua economia atual na atividade portuária.
 
O sentimento que moldou a Itajaí de hoje é o mesmo que solidifica os planos da cidade para o futuro. Um futuro que, ao tempo em que vislumbra no Porto a sua estabilidade econômica, projeta na diversificação o seu pleno desenvolvimento socioeconômico.


A cidade:

População estimada em 2015 – 205.271 pessoas
População em 2010 - 183.388 pessoas
Área da unidade territorial – aproximadamente 289 Km²
Eleitorado – 138.379 eleitores
PIB per capita a preços correntes em 2013 - 77.730,69 reais


*Dados IBGE – www.ibge.gov.br e TSE – www.tse.jus.br
 

 

 



Projetos e Proposituras

TV Câmara

Assistir ao vivo

Newsletter

Inscreva-se para receber novidades sobre a Câmara de Vereadores.